Últimas notícias
  1. Argentina consegue acordo com seus credores para reestruturação da dívida
  2. Tempo ensolarado nesta terça em São Paulo
  3. Pai salva dois filhos da correnteza, mas  morre afogado; assista
  4. Maia diz que “não tem perfil” para sair como candidato à presidência em 2022
  5. Maia diz que Eduardo Bolsonaro deveria usar o Twitter para falar sobre Covid-19
  6. Rodrigo Maia admite que Bolsonaro "comete muitos erros"
  7. Proibição de operações policiais reduz mortes em mais de 70% no Rio de Janeiro
  8. Equipe da PGR suspende procedimento de cópia de arquivos da Lava Jato
  9. Governador de NY chama postura de Trump na pandemia como ‘pior erro da história’
  10. Rio de Janeiro: Covid-19 mata mais na periferia do que em bairros nobres
  11. Suspeitos faziam tráfico de drogas delivery com bicicletas elétricas
  12. Ladrões explodem carro-forte na Bahia, mas não conseguem levar dinheiro; veja
  13. PRF e Polícia Civil apreendem mais de 100 quilos de pasta base de cocaína
  14. Como a Argentina conseguiu manter o número de mortes por Covid-19 sob controle
  15. Força-tarefa para combate a incêndios na Amazônia será ampliada
  16. Policial é preso pela segunda vez em menos de uma semana
  17. Mais de 155 mil já morreram pelo novo coronavírus nos EUA
  18. Lava Jato: Gleisi diz que decisão de Fachin é "descabida"
  19. Igreja Católica faz balanço do Covid: 368 padres infectados e 21 mortes
  20. Mulher fica ferida após ser esmagada por duas baleias
  21. Apenas 2,5% dos italianos têm anticorpos contra Covid-19, mostra estudo
  22. Com salário de R$ 10 mil, estudante de 19 anos é secretário em cidade no Rio
  23. Soldado de 18 anos morre com tiro de fuzil em quartel no Amazonas
  24. Pessoas são levadas enquanto cruzavam riacho;assista
  25. Bolsas integrais de pós-graduação stricto sensu no Brasil já são uma realidade
news-details

Com o objetivo de conscientizar e proteger consumidores nas festas de fim de ano, o Inmetro/IPEM-PR reuniram algumas sugestões importantes para ajudar na compra dos presentes e na escolha de produtos para as ceias:

Cadeirinhas infantis - Com a proximidade das festas e das férias, quando o fluxo de automóveis nas rodovias se intensifica, os pais precisam redobrar a atenção no transporte seguro das crianças: até 7 anos de idade, elas devem utilizar dispositivos de retenção infantil, as populares cadeirinhas. Todos os modelos devem ostentar o selo de identificação da conformidade para serem comercializados. Antes de adquirir o acessório, os pais devem levar em consideração o peso e a altura da criança e observar atentamente o manual de instrução, para a instalação correta.

Brinquedos - Produtos comercializados no Brasil, nacionais ou importados, para crianças de até 14 anos, devem apresentar o selo de identificação da conformidade do Inmetro, principal evidência de que o produto é legal e está em conformidade com os requisitos técnicos estabelecidos pelo regulamento para o produto. Desde 1992, a certificação de brinquedos é compulsória no Brasil. Os produtos são avaliados em diversos itens de segurança. “Compre o brinquedo em pontos de venda legalmente estabelecidos, jamais em mercado paralelo. Exija nota fiscal”, assinala Gustavo Kuster, diretor de Avaliação da Conformidade do Inmetro. Também é importante observar na embalagem a faixa etária a que o produto se destina, assim como informações sobre o conteúdo, instruções de uso, de montagem e eventuais riscos associados à criança.

Eletroeletrônicos - Desde 1º de janeiro de 2013, fabricantes e importadores de eletrodomésticos só podem comercializar produtos que estejam certificados pelo Inmetro, com requisitos compulsórios de segurança elétrica. Mais de 180 tipos de eletrodomésticos, entre eles alguns campeões de venda como ferros de passar roupa, secadores e pranchas de cabelo, torradeiras, sanduicheiras, nacionais e importados, encabeçam a lista e devem ostentar obrigatoriamente o selo de identificação da conformidade do Inmetro no produto ou embalagem. O consumidor também deve levar em conta a Etiqueta de Eficiência Energética do Inmetro, que classifica, com faixas coloridas de ‘A’ (mais eficiente) até ‘E’ (menos eficiente), produtos da linha branca, como geladeiras, fogões, fornos e ar-condicionado, entre outros. “Ao longo da vida útil, o produto eficiente proporcionará uma grande economia em energia, às vezes até o valor equivalente a um produto novo”, ressalta Kuster.

Pisca-pisca e mangueiras de iluminação: No Brasil, as luminárias natalinas são regulamentadas pela Portaria Inmetro nº 335/11 (dispositivos elétricos de baixa tensão). Elas não são certificadas, e, portanto, não apresentam o selo do Inmetro, mas somente podem ser comercializadas contendo informações obrigatórias e em português como: tensão; potência máxima do conjunto; e nome, marca ou logomarca do fabricante ou importador. Mangueiras de LED ou lâmpadas incandescentes devem estar desenroladas ao serem ligadas. Observe ainda, na embalagem, se há alguma orientação do fabricante quanto à instalação do produto somente em ambientes internos. Não respeitar essa indicação de uso pode aumentar o risco de acidentes, como incêndios, no caso de um curto-circuito.

Além disso, todos os plugues das luminárias devem apresentar o selo de identificação da conformidade do Inmetro, e ter gravados a indicação da tensão nominal em volt (V), potência em watt (W) ou a corrente nominal em ampere (A), conforme previsto na Portaria Inmetro nº 85/2006.

Pescado: Ao comprar peixe congelado pré-embalado, como bacalhau por exemplo, atenção para o peso líquido do pescado que deve estar indicado, de forma clara, na rotulagem do produto e não deve considerar o peso da embalagem nem a camada de glaciamento que consiste na aplicação de uma fina camada externa de gelo que servirá de proteção para o produto.

Aves e suínos congelados: Aves e suínos congelados (como pernil, peru e chester, muito populares nas ceias) devem estar dispostos nas gôndolas de supermercados devidamente etiquetados, informando o peso líquido (quantidade de fato contida, descontando o peso da embalagem).

Produtos pré-embalados: Alguns produtos pré-embalados típicos do período, como frutas desidratadas, nozes, castanhas ou bacalhau seco, são etiquetados pelo próprio estabelecimento. Esta indicação deve se referir somente ao peso do produto, desconsiderando o valor da embalagem (tara). Os panetones, espumantes, vinhos e chocolates, muito procurados nessa época, devem declarar, de forma clara e na vista principal do produto, a quantidade que está sendo comercializada. Muito populares nas festas, alguns itens como sardinha e ervilhas em lata, palmito em conserva e frutas ou doces em calda são imersos em líquidos. Nesses casos, as embalagens devem indicar o peso drenado (apenas a quantidade do produto principal) e o peso líquido (a quantidade do produto principal mais o líquido).
 

Informe acidentes e irregularidades ao Inmetro/IPEM-PR

No fim de ano, a fiscalização dos produtos sazonais é intensificada. Mas, caso desconfie de alguma irregularidade, procure nossa Ouvidoria pelo telefone 0800 285 1818 (segunda a sexta-feira, das 9 h às 17 h) ou pelo formulário http://www.inmetro.gov.br/ouvidoria/index.asp , ou pelo site do IPEM-PR, no endereço www.ipem.pr.gov.br, no link "Ouvidoria", ou pelo telefone 0800 645 0102.

Já em casos de acidentes de consumo envolvendo um produto ou um serviço, faça o relato no Sistema Inmetro de Monitoramento de Acidentes de Consumo (Sinmac).

Fonte: Inmetro

Enquete

Se estiver no primeiro mandato, quais as chances do prefeito de sua cidade se reeleger ?


Todas

Nenhuma

Poucas