Últimas notícias
  1. Argentina consegue acordo com seus credores para reestruturação da dívida
  2. Tempo ensolarado nesta terça em São Paulo
  3. Pai salva dois filhos da correnteza, mas  morre afogado; assista
  4. Maia diz que “não tem perfil” para sair como candidato à presidência em 2022
  5. Maia diz que Eduardo Bolsonaro deveria usar o Twitter para falar sobre Covid-19
  6. Rodrigo Maia admite que Bolsonaro "comete muitos erros"
  7. Proibição de operações policiais reduz mortes em mais de 70% no Rio de Janeiro
  8. Equipe da PGR suspende procedimento de cópia de arquivos da Lava Jato
  9. Governador de NY chama postura de Trump na pandemia como ‘pior erro da história’
  10. Rio de Janeiro: Covid-19 mata mais na periferia do que em bairros nobres
  11. Suspeitos faziam tráfico de drogas delivery com bicicletas elétricas
  12. Ladrões explodem carro-forte na Bahia, mas não conseguem levar dinheiro; veja
  13. PRF e Polícia Civil apreendem mais de 100 quilos de pasta base de cocaína
  14. Como a Argentina conseguiu manter o número de mortes por Covid-19 sob controle
  15. Força-tarefa para combate a incêndios na Amazônia será ampliada
  16. Policial é preso pela segunda vez em menos de uma semana
  17. Mais de 155 mil já morreram pelo novo coronavírus nos EUA
  18. Lava Jato: Gleisi diz que decisão de Fachin é "descabida"
  19. Igreja Católica faz balanço do Covid: 368 padres infectados e 21 mortes
  20. Mulher fica ferida após ser esmagada por duas baleias
  21. Apenas 2,5% dos italianos têm anticorpos contra Covid-19, mostra estudo
  22. Com salário de R$ 10 mil, estudante de 19 anos é secretário em cidade no Rio
  23. Soldado de 18 anos morre com tiro de fuzil em quartel no Amazonas
  24. Pessoas são levadas enquanto cruzavam riacho;assista
  25. Bolsas integrais de pós-graduação stricto sensu no Brasil já são uma realidade
news-details

*Redação

 

O Natal é obrigatoriamente um período feliz. Para os cristãos, é tempo de celebrar o nascimento de Jesus. Para quem é de outra (ou nenhuma) religião, é a oportunidade do ano para abraçar família e amigos. Mas há quem não se encaixe nessa alegria natalina. Os motivos são muitos: não ter com quem comemorar, a perda de um ente querido, o fim de um relacionamento ou a luta contra uma doença física ou psiquiátrica, como a depressão.
 

Por isso, muita gente diz que não gosta de Natal, mesmo o problema não sendo a data, e sim a sensação de exclusão e solidão. Tudo se potencializa nessa época, diz o engenheiro Carlos Correia, 66, porta-voz e voluntário do CVV (Centro de Valorização da Vida) há 27 anos. A maioria das pessoas tem família. Mas há quem se sinta sozinho mesmo rodeado de parentes e amigos, afirma.
 

Também é preciso lembrar que muitos trabalhadores são demitidos no fim do ano. Já os estudantes sofrem com pressão por notas ou para passar no vestibular. Em dezembro, o número de procura pelo CVV aumenta 20% em relação aos outros meses, segundo dados divulgados pelo centro. Em 2018, foram 3 milhões de atendimentos no ano todo, uma média de 9.000 contatos por dia, com picos os 11 mil.

Pode ser que você tenha um bom amigo, mas não se sente confortável para conversar com ele sobre certos temas. Para quem quer ajudar alguém que esteja passando por depressão ou por outro momento difícil, Carlos dá algumas dicas: Ao iniciar uma conversa, seja acolhedor, ouça de verdade, não fique olhando no celular enquanto o outro fala, não minimize o sofrimento alheio e não julgue.

 

Se você também já passou por isso, conte sua experiência, isso pode fazer com que o outro sinta que não está sozinho. Essas são atitudes que facilitam o desabafo e podem ser praticadas por qualquer pessoa. Lembre-se que uma conversa pode mudar tudo, diz. Mas, se todas as opções deixam de existir, o caminho pode ser procurar ajuda.

O QUE é O CVV

O CVV (Centro de Valorização da Vida) foi fundado em São Paulo, em 1962. é uma associação civil sem fins lucrativos e reconhecida como de Utilidade Pública Federal desde 1973. O centro presta serviço voluntário e gratuito de apoio emocional e prevenção do suicídio para todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo e anonimato.

 

A número telefônico 188 começou a funcionar no Rio Grande do Sul e, em setembro de 2017, iniciou sua expansão para todo o Brasil, sendo concluída em junho de 2018, atingindo todos os estados. Os contatos com o CVV são feitos por telefone pelo número 188 (atendimento 24 horas e sem custo de ligação), pessoalmente (nos 110 postos de atendimento espalhados pelo país) ou pelo site cvv.org.br, por chat e e-mail.

 

Nesses canais, são realizados mais de 3 milhões de atendimentos anuais, por aproximadamente 4.000 voluntários em todo o país. Além dos atendimentos, o CVV também mantém o Hospital Francisca Julia, que atende pessoas com transtornos mentais e dependência química em São José dos Campos, no interior de São Paulo.

COMO ENTRAR EM CONTATO COM O CVV

- Por telefone

Ligue para 188 a qualquer hora. O atendimento é 24 horas, gratuito e garante anonimato e sigilo absoluto;

- Por e-mail

Acesse www.cvv.org.br/e-mail, preencha os campos com seu nome, email e mensagem, e um voluntário responderá assim que possível;

- Por chat

Para iniciar a conversa, acesse cvv.org.br/chat e clique no link indicado. O atendimento acontece de segunda a quinta, das 9h à 1h, às sextas, das 15h às 23h, aos sábados, das 18h à 1h, e aos domingos, das 19h à 1h;

- Atendimento pessoal

Você pode conversar pessoalmente com um voluntário do atendimento

Com FOLHAPRESS

 

Enquete

Se estiver no primeiro mandato, quais as chances do prefeito de sua cidade se reeleger ?


Todas

Nenhuma

Poucas