Últimas notícias
  1. Zoológico de Berlim apresenta filhotes de panda pela primeira vez; veja fotos
  2. Funcionários do MEC afirmam que resultado do Enem não é 100% confiável
  3. Garçom é baleado durante tentativa de assalto em Copacabana
  4. Boulos e Erundina podem formar chapa para disputar à prefeitura de São Paulo
  5. Lula e Boulos são denunciados por invasão do tríplex no Guarujá
  6. Sucuri de 5 metros atravessa avenida, para trânsito e é resgatada 'na mão'; veja
  7. Congresso arquivou propostas que regram voos da FAB
  8. Onça invade casa e surpreende fazendeiro em Goiás; assista
  9. Parlamento da União Europeia aprova acordo do Brexit
  10. Despenca orçamento da União para socorro de desastres naturais
  11. Bolsonaro deve sobrevoar região afetada por chuvas em Minas Gerais nesta quinta
  12. Nem todas as questões do Enem foram pré-testadas, admite MEC
  13. Bombeiros controlam incêndio em Cadeia Pública de Benfica, no Rio de Janeiro
  14. Plano de Trump é rejeitado por palestinos e gera protestos
  15. Governo quadruplica o número de munições permitidas a civis que têm armas
  16. Casos de coronavírus serão acompanhados por grupo de emergência do Governo
  17. Itália investiga 9 religiosos por pedofilia
  18. Talibãs mataram agente responsável pela morte de Soleimani, diz imprensa do Irã
  19. Mortes por chuvas em Minas Gerais sobe para 54; mais de 46 mil estão sem casa
  20. Terreno de prédio que desabou no Largo do Paissandu terá moradia popular
  21. Aprovado no Sisu já pode se inscrever na faculdade de preferência
  22. "Temos que fazer mais", diz Moro sobre combate à corrupção no país
  23. Moro lamenta queda do Brasil em ranking sobre corrupção
  24. Adolescente mata homem a tijoladas após ser vítima de tentativa de estupro
  25. Com CNH vencida e 121 pontos, filha de Temer atropela mulher em São Paulo
news-details

*Redação

 

O Natal é obrigatoriamente um período feliz. Para os cristãos, é tempo de celebrar o nascimento de Jesus. Para quem é de outra (ou nenhuma) religião, é a oportunidade do ano para abraçar família e amigos. Mas há quem não se encaixe nessa alegria natalina. Os motivos são muitos: não ter com quem comemorar, a perda de um ente querido, o fim de um relacionamento ou a luta contra uma doença física ou psiquiátrica, como a depressão.
 

Por isso, muita gente diz que não gosta de Natal, mesmo o problema não sendo a data, e sim a sensação de exclusão e solidão. Tudo se potencializa nessa época, diz o engenheiro Carlos Correia, 66, porta-voz e voluntário do CVV (Centro de Valorização da Vida) há 27 anos. A maioria das pessoas tem família. Mas há quem se sinta sozinho mesmo rodeado de parentes e amigos, afirma.
 

Também é preciso lembrar que muitos trabalhadores são demitidos no fim do ano. Já os estudantes sofrem com pressão por notas ou para passar no vestibular. Em dezembro, o número de procura pelo CVV aumenta 20% em relação aos outros meses, segundo dados divulgados pelo centro. Em 2018, foram 3 milhões de atendimentos no ano todo, uma média de 9.000 contatos por dia, com picos os 11 mil.

Pode ser que você tenha um bom amigo, mas não se sente confortável para conversar com ele sobre certos temas. Para quem quer ajudar alguém que esteja passando por depressão ou por outro momento difícil, Carlos dá algumas dicas: Ao iniciar uma conversa, seja acolhedor, ouça de verdade, não fique olhando no celular enquanto o outro fala, não minimize o sofrimento alheio e não julgue.

 

Se você também já passou por isso, conte sua experiência, isso pode fazer com que o outro sinta que não está sozinho. Essas são atitudes que facilitam o desabafo e podem ser praticadas por qualquer pessoa. Lembre-se que uma conversa pode mudar tudo, diz. Mas, se todas as opções deixam de existir, o caminho pode ser procurar ajuda.

O QUE é O CVV

O CVV (Centro de Valorização da Vida) foi fundado em São Paulo, em 1962. é uma associação civil sem fins lucrativos e reconhecida como de Utilidade Pública Federal desde 1973. O centro presta serviço voluntário e gratuito de apoio emocional e prevenção do suicídio para todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo e anonimato.

 

A número telefônico 188 começou a funcionar no Rio Grande do Sul e, em setembro de 2017, iniciou sua expansão para todo o Brasil, sendo concluída em junho de 2018, atingindo todos os estados. Os contatos com o CVV são feitos por telefone pelo número 188 (atendimento 24 horas e sem custo de ligação), pessoalmente (nos 110 postos de atendimento espalhados pelo país) ou pelo site cvv.org.br, por chat e e-mail.

 

Nesses canais, são realizados mais de 3 milhões de atendimentos anuais, por aproximadamente 4.000 voluntários em todo o país. Além dos atendimentos, o CVV também mantém o Hospital Francisca Julia, que atende pessoas com transtornos mentais e dependência química em São José dos Campos, no interior de São Paulo.

COMO ENTRAR EM CONTATO COM O CVV

- Por telefone

Ligue para 188 a qualquer hora. O atendimento é 24 horas, gratuito e garante anonimato e sigilo absoluto;

- Por e-mail

Acesse www.cvv.org.br/e-mail, preencha os campos com seu nome, email e mensagem, e um voluntário responderá assim que possível;

- Por chat

Para iniciar a conversa, acesse cvv.org.br/chat e clique no link indicado. O atendimento acontece de segunda a quinta, das 9h à 1h, às sextas, das 15h às 23h, aos sábados, das 18h à 1h, e aos domingos, das 19h à 1h;

- Atendimento pessoal

Você pode conversar pessoalmente com um voluntário do atendimento

Com FOLHAPRESS

 

Biênio Cultural
Enquete

Qual seria o local ideal para a realização da FLIM em 2020?


Praça Renato Celidônio

Entorno do Estádio Willie Davids

Parque de Exposições - Áreas cobertas