Últimas notícias
  1. Fotógrafa submarina é atingida por hélice de barco em Noronha
  2. Itália cancela tradicional carnaval de Veneza por causa de coronavírus
  3. Terremoto de 5,6 graus atinge regiões da Turquia e Irã
  4. Serviço militar aberto às mulheres está em discussão no Senado
  5. Viúva usa camiseta com frase "Quem mandou matar Marielle?" em bloco com namorada
  6. Cid Gomes recebe alta do hospital após quatro dias internado
  7. Ônibus de turismo perde o controle, sai da estrada e bate na BR-040
  8. Ceará: número de assassinatos sobe para 103 com paralisação de PMs
  9. Quer trocar seu nome? Confira em quais casos é possível fazer a mudança
  10. Rio distribui preservativos, álcool em gel e protetor solar para foliões
  11. Estados do Nordeste cobram governo por medidas efetivas contra óleo nas praias
  12. Novo coronavírus: grupo em quarentena em Anápolis será liberado neste domingo
  13. Outdoors e até torcida organizada: os movimentos que seguem apoiando a Lava Jato
  14. Grávida de oito meses é morta a facadas pelo ex-companheiro em São Paulo
  15. Arrastões e brigas encerram blocos de rua em São Paulo
  16. Trabalho infantil aumenta 38% durante o carnaval; saiba como denunciar
  17. Eduardo Suplicy vai para carnaval de São Paulo "fantasiado de democracia"
  18. Blocos de rua e desfiles esquentam a já antiga relação política e carnaval
  19. Olavo de Carvalho recebe alta hospitalar após crise respiratória
  20. Suspeitos de matar brasileira nos EUA são presos no Espírito Santo
  21. “Na ditadura tinham mais respeito pela Constituição do que agora", diz Lula
  22. Duas casas pegam fogo no Morro da Providência, no Rio, e moradores filmam; veja
  23. Desfile de carnaval no rio será debaixo de chuva; veja tempo para próximos dias
  24. Primeiro-ministro da Irlanda renuncia
  25. Capes divulga na próxima semana bolsas para mestrado e doutorado
news-details

O Procon-SP, órgão de defesa do consumidor vinculado à Secretaria da Justiça e Cidadania, anunciou na última quinta-feira (23) que vai multar a Decolar, empresa especializada na venda de serviços turísticos e hospedagem, em R$ 1.193.682,66 por práticas e cláusulas de contrato consideradas abusivas pela entidade.

 

De acordo com a nota do órgão, a Decolar estipulou diferentes preços para o mesmo serviços com base na localização geográfica do usuário. Para o Procon-SP, tal ação configura “discriminação em razão do perfil do consumidor e desrespeita o artigo 39 do Código”.

 

Além disso, o Procon-SP acusa a companhia de possui uma cláusula de contrato abusiva, o que fere o Código de Defesa do Consumidor (CDC).

 

“A empresa também infringiu o artigo 51 do CDC ao estabelecer em seu contrato cláusula em que se exime da responsabilidade pela prestação dos serviços e pela qualidade desses, colocando-se apenas como intermediária”, afirma o órgão em nota.

 

Para Guilherme Farid, chefe de gabinete do Procon-SP, as ações da companhia mostram-se como uma atitude de tentar se esquivar da responsabilidade da empresa como prestadora de serviços turísticos.

 

“Quando o consumidor contrata os serviços da Decolar o faz pela confiança que deposita na marca, na certeza de que irá usufruir dos serviços e de que esses serão executados conforme a oferta feita pela empresa”, afirma Farid.

 

Procurada pelo InfoMoney, a Decolar se defendeu dizendo que não realizou práticas abusivas com seus clientes e que trabalha seguindo a legislação do Brasil. A companhia ainda afirmou que deve recorrer à decisão do órgão. Confira na íntegra a nota de posicionamento da Decolar:

 

“A Decolar esclarece que não pratica e jamais realizou práticas abusivas para seus consumidores. A companhia informa que trabalha com total transparência e, principalmente, em conformidade com a legislação do país. Sobre a decisão do Procon, a companhia irá recorrer à decisão”.

Fonte: Infomoney

Biênio Cultural
Enquete

Qual seria o local ideal para a realização da FLIM em 2020?


Praça Renato Celidônio

Entorno do Estádio Willie Davids

Parque de Exposições - Áreas cobertas