Últimas notícias
  1. FHC evita comparar Lula e Bolsonaro e diz estar disposto à união pela democracia
  2. 9 deputados disputam 5 vagas para compor time que vai analisar impeachment
  3. Pessoas estão em "vendaval de agressividade", diz psicóloga após briga no Leblon
  4. MP do Rio desmente matéria sobre denúncia contra Flávio Bolsonaro e Queiroz
  5. Bolsonaro promete a evangélicos ministro do STF com 'valores' do governo
  6. MP Eleitoral ordena que PF investigue  Arthur do Val por vídeo na Cracolândia
  7. Ministério Público denuncia Flávio Bolsonaro e Queiroz por 'rachadinha' na Alerj
  8. Adolescente é encontrado enterrado em quintal
  9. Médico é investigado por mais de 20 denúncias de abuso sexual contra mulheres
  10. TSE indica recorde de candidatos negros e mulheres em 2020
  11. Rio de Janeiro tem a pior taxa de homicídios solucionados
  12. MPF recorre para que TRF-1 decida sobre afastamento de Ricardo Salles
  13. Na Alemanha, 900 pessoas são obrigadas a ficar em quarentena após festa familiar
  14. Cinco motivos pelos quais resistir ao uso da máscara é um grave erro
  15. Recorde: São Paulo tem setembro com mais queimadas em 22 anos
  16. TJPR absolve juíza acusada de racismo por condenar um negro com base na sua raça
  17. Incêndio atinge área de proteção ambiental do Palácio do Jaburu
  18. TJRJ escolhe desembargadores para processo de impeachment de Witzel
  19. Duas pessoas são investigadas por roubo de estátua de 400 quilos
  20. Entidades vão tentar reverter ação que reduz proteção a mangues e restingas
  21. Novo recorde: eleições municipais tem mais 545 mil candidatos
  22. 46 mil candidatos alteraram a declaração de cor de pele registrada em 2016
  23. Homem é suspeito de cortar as próprias orelhas e comê-las dentro de cela
  24. Mulher acorda ao receber picada de cobra na testa
  25. Bolsonaro irá sancionar projeto que aumenta pena para maus-tratos a cães e gatos
news-details

O Procon-SP, órgão de defesa do consumidor vinculado à Secretaria da Justiça e Cidadania, anunciou na última quinta-feira (23) que vai multar a Decolar, empresa especializada na venda de serviços turísticos e hospedagem, em R$ 1.193.682,66 por práticas e cláusulas de contrato consideradas abusivas pela entidade.

 

De acordo com a nota do órgão, a Decolar estipulou diferentes preços para o mesmo serviços com base na localização geográfica do usuário. Para o Procon-SP, tal ação configura “discriminação em razão do perfil do consumidor e desrespeita o artigo 39 do Código”.

 

Além disso, o Procon-SP acusa a companhia de possui uma cláusula de contrato abusiva, o que fere o Código de Defesa do Consumidor (CDC).

 

“A empresa também infringiu o artigo 51 do CDC ao estabelecer em seu contrato cláusula em que se exime da responsabilidade pela prestação dos serviços e pela qualidade desses, colocando-se apenas como intermediária”, afirma o órgão em nota.

 

Para Guilherme Farid, chefe de gabinete do Procon-SP, as ações da companhia mostram-se como uma atitude de tentar se esquivar da responsabilidade da empresa como prestadora de serviços turísticos.

 

“Quando o consumidor contrata os serviços da Decolar o faz pela confiança que deposita na marca, na certeza de que irá usufruir dos serviços e de que esses serão executados conforme a oferta feita pela empresa”, afirma Farid.

 

Procurada pelo InfoMoney, a Decolar se defendeu dizendo que não realizou práticas abusivas com seus clientes e que trabalha seguindo a legislação do Brasil. A companhia ainda afirmou que deve recorrer à decisão do órgão. Confira na íntegra a nota de posicionamento da Decolar:

 

“A Decolar esclarece que não pratica e jamais realizou práticas abusivas para seus consumidores. A companhia informa que trabalha com total transparência e, principalmente, em conformidade com a legislação do país. Sobre a decisão do Procon, a companhia irá recorrer à decisão”.

Fonte: Infomoney

Enquete

Se estiver no primeiro mandato, quais as chances do prefeito de sua cidade se reeleger ?


Todas

Nenhuma

Poucas