Últimas notícias
  1. Marido se mata por falta de sexo e polícia detém a viúva
  2. Criança é atacada por touro solto e irmão tenta salvá-la; assista
  3. Vídeo mostra dois ursos polares brigando por comida
  4. Em vídeo cientistas comprovam que tubarões são capazes de formar 'grupos'; veja
  5. Veja quando um trem vai atropelar uma cadeirante preso no cruzamento; assista
  6. Mãe fica cara a cara com tubarão de 2,5 metros e filho pede que fique calma;veja
  7. TSE adia decisão a respeito de tese sobre abuso de poder religioso
  8. Onde não tem atuação do garimpo não tem Covid-19, diz líder Yanomami
  9. Em live, Bolsonaro admite possibilidade de voltar ao PSL e cita outros partidos
  10. Rachadinhas: Ministro do STJ determina que Fabrício Queiroz volte para a prisão
  11. PMs planejaram morte de irmão de Freixo por causa de demissão
  12. Governador do estado do Amazonas testa positivo para Covid-19
  13. Partido decide punir deputados que votaram contra aumento do fundo eleitoral
  14. Flávio Bolsonaro segue com foro privilegiado após decisão da Justiça do Rio
  15. Gato tem mancha em formato de pênis no rosto; veja o vídeo
  16. Policial salva cadeirante de atropelamento por trem; veja o vídeo
  17. Em delação, Messer confirma que ex-presidente do Paraguai financiou sua fuga
  18. Cobra de duas cabeças é descoberta na Índia; assista
  19. Adolescente é esfaqueado três vezes, mergulhado em gasolina e queimado vivo;veja
  20. Polícia encontra estúdio de pornografia infantil no Rio; suspeito está foragido
  21. Lava-Jato de SP afirma ao STF que 'jamais se recusou' a enviar dados à PGR
  22. Justiça britânica decide até outubro se julga caso Samarco/Mariana
  23. Bezerro nasce apenas com as patas traseiras; veja o vídeo
  24. Avó joga neta de 3 meses pela sacada para salvar bebê de incêndio
  25. Presidente ouve gritos de “fora Bolsonaro” em evento no Pará e reage
news-details

Redação

Com Forbes, IBGE e ONG Oxfam
_______________________________

O ranking dos Bilionários do Mundo 2020 divulgado recentemente pela FORBES revelou que o número de brasileiros no clube dos sete dígitos caiu de 58 para 45 – pouco acima dos 42 registrados em 2018 e bem abaixo do recorde de 65 de 2014. No total, os brasileiros detêm um patrimônio conjunto de US$ 127,1 bilhões – quase 30% menos do que os US$ 179,7 bilhões contabilizados no dia 6 de março de 2019, quando a moeda norte-americana valia “apenas” R$ 3,84. Essa desvalorização do real – que fechou ontem (6) a R$ 5,29 – é provavelmente a principal responsável pela queda observada na lista atual.

 Uma constatação: os bilionários estão passando praticamente imunes à pandemia do novo coronavírus. Segundo um relatório da ONG Oxfam, 42 brasileiros conseguiram elevar suas fortunas em US$ 34 bilhões (R$ 177 bilhões) entre março (início da pandemia) e junho deste ano. Esse valor representa 70% do aumento verificado em toda América Latina e Caribe, em que as riquezas de 73 bilionários cresceram US$ 48,2 bilhões (R$ 252 bilhões). Os números são baseados na lista das pessoas mais ricas da Forbes publicada este ano e no ranking de bilionários em tempo real da Forbes.

Os números são um contraste à situação da maior parte da população, que sofre com o aumento da pobreza provocada pela pandemia. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), entre março e maio, 7,8 milhões de pessoas perderam o emprego no País. Além disso, 522,7 mil micro e pequenas empresas no País fecharam as portas na primeira quinzena de junho. 

De acordo com as estimativas da Oxfam, a perda de receita tributária para 2020 pode chegar a 2% do Produto Interno Bruto (PIB) da América Latina e do Caribe, o que representa US$ 113 milhões a menos e equivale a 59% do investimento público em saúde em toda a região. Diante desse cenário, diz a ONG, os governos terão de adotar medidas urgentes e inovadoras.

No relatório chamado "Quem Paga a Conta? - Taxar a Riqueza para Enfrentar a Crise da Covid na América Latina e Caribe", a ONG apresenta dados, análises e propostas para evitar o desmantelamento dos serviços púbicos da região. Umas das saídas, de acordo com o documento, é o imposto sobre grandes fortunas. "É impensável abordar a recuperação econômica diante dessa crise sem romper com o tabu da sub-tributação da riqueza", destaca o relatório, frisando que o FMI incluiu essa medida em suas recomendações para responder à crise.

Outra proposta seria taxar ganhos extras das corporações, uma vez que nem todas as empresas vão sofrer os impactos da crise da covid-19. Setores como o farmacêutico, grandes cadeias de distribuição e logística, telecomunicações ou a economia digitalizada vivem períodos de alto rendimento, aponta o relatório. O imposto consistiria em uma sobretaxa extraordinária, aplicado sobre a parcela dos lucros considerada extraordinária e resultante da crise. Esse tributo seria temporário.

A ONG também propões criar um imposto digital que consiga alcançar plataformas de streaming e de vendas online. O isolamento social fez com que esses serviços tivessem um grande incremento na região. "No entanto, as grandes plataformas digitais vivem em uma total anomalia fiscal. Quando o sistema fiscal internacional foi desenhado, há quase cem anos, ninguém podia antecipar a evolução desses modelos empresariais de corporações digitais, às quais os vazios do sistema fiscal internacional nessa matéria permitiram operar sem tributar praticamente nada nos países onde geram suas receitas", diz o relatório.

xocovid
  • news-details

Veja se conhece alguns deles


Assim como aconteceu no ano passado, Joseph Safra é o brasileiro mais rico, com US$ 19,9 bilhões e o 39º lugar no ranking mundial, contra US$ 25,2 bilhões e o 31º lugar em 2019. Jorge Paulo Lemann continua na vice-liderança, com US$ 10,4 bilhões e a 129ª posição na lista global. No ano passado, um dos sócios da maior cervejaria do mundo, a AB InBev, detinha fortuna de US$ 22,8 bilhões e a 35ª posição entre os mais ricos do mundo. Os pares de Lemann na AB InBev, Marcel Hermann Telles e Carlos Alberto Sicupira, ocupam a 4ª e a 5ª posições, respectivamente. O primeiro acumula patrimônio de US$ 6,5 bilhões, enquanto o segundo registra US$ 4,8 bilhões. Na 3ª posição aparece, mais uma vez, Eduardo Saverin, o brasileiro que participou da criação do Facebook, com US$ 8,4 bilhões.

A novidade no Top 10 brasileiro é Alexandre Behring, com US$ 4,3 bilhões e a 6ª posição (414ª no ranking geral). O executivo é cofundador e sócio da empresa de investimentos 3G Capital, ao lado do trio bilionário da cervejaria. Behring preside a Kraft Heinz e é copresidente da Restaurant Brands International, mãe do Burger King e da cadeia de café canadense Tim Hortons. Embora novato na lista, ele é uma figura bem conhecida no mercado acionário.
Luciano Hang, proprietário, entre outros ativos, da cadeia varejista Havan, aparece em 7º lugar, com US$ 3,6 bilhões – US$ 1,4 bilhão a mais do que em 2019.

Outra novidade na lista 2020 é a aparição de Pedro de Godoy Bueno e Camilla de Godoy Bueno Grossi, herdeiros de Edson de Godoy Bueno, fundador da empresa de assistência de saúde Amil, morto em 2017. Até agora, a única a figurar na lista era a viúva do empresário, Dulce de Godoy Bueno, atualmente com uma fortuna de US$ 3,5 bilhões. Aos 29 anos, US$ 1,1 bilhão e a posição de CEO da rede de diagnósticos DASA, Pedro é o brasileiro mais jovem a fazer parte da lista. Sua irmã, Camilla, tem fortuna equivalente.

Outro novato é Franco Bittar Garcia, um dos herdeiros das ações do casal Wagner e Maria Trajano Garcia, participantes da fundação do Magazine Luiza, por meio da holding Walter Garcia Participações.

Deixaram de fazer parte do ranking 2020: Pedro Moreira Salles, Jayme Gafinkel, Nevaldo Rocha e família, Ricardo Villela Marinho, Rodolfo Villela Marinho, Lia Maria Aguiar, Daniel Feffer, David Feffer, Ruben Feffer, José Isaac Peres, Jorge Feffer, Paulo Setubal Neto, Jorge Pinheiro Koren de Lima, Maria Angela Aguiar Bellizia, Ana Maria Marcondes Penido Sant’Anna, Rubens Menin de Souza e Pedro Grendene Bartelle.

xocovid
Enquete

Se estiver no primeiro mandato, quais as chances do prefeito de sua cidade se reeleger ?


Todas

Nenhuma

Poucas